Inovação Aberta

A inovação aberta é quando uma organização busca externamente soluções para seus desafios internos ou de seus clientes. As soluções são potencializadas quando são combinadas as contribuições externas com as internas. Isso faz diminuir o ciclo de desenvolvimento do produto ou serviço e agregar mais valor as soluções.

Existem várias formas de buscar inovação externas: criando desafios tecnológicos para a comunidade, incluindo universidades; trabalhar com o conceito de co-criação; fomentar projetos em centros de pesquisas; utilizar intensivamente redes de colaboração através da Internet; utilizar modelos de crowdsourcing, onde a organização remunera a melhor ideia; contratar “technology brokers” para facilitar a transferência de tecnologia do mercado para a empresa; implantar sistemas de ideação para incentivar os colaboradores a contribuir com ideias novas; e outras formas de coleta de informações.

As contribuições podem ser espontâneas ou direcionadas, envolvendo fornecedores, parceiros, líderes, colaboradores, clientes e canais de vendas. Workshops de criatividade são utilizados para incentivar os colaboradores a contribuir com ideias de forma estruturada e direcionada.

Essas ideias são compiladas e agregadas em produtos e serviços. Existem várias modelos para trabalhar na pesquisa, desenvolvimento e comercialização de produtos inovadores. Entre esses modelos: trazer tecnologia do mercado; licenciamento de patentes; desenvolvimento em parceria; spin-off de empresas; entre outros.

A inovação aberta está na pauta dos presidentes de empresas. Pesquisas mostram que mais da metade dos CEOs buscam inovação externa para seus produtos e serviços. Essas pesquisas mostram que quase a metade das empresas está buscando mercados totalmente diferentes dos que atuam.

Entendo que não existe outra saída para as empresas se não incorporar a inovação aberta aos seus processos de desenvolvimento de produtos serviços.

Deixe uma resposta