Nvidia: um importante player em Inteligência Artificial

A Nvidia Corporation produz unidades de processamento gráfico (GPU) para computadores. Suas placas gráficas GeForce são largamente utilizadas para jogos (games) e aplicações de inteligência artificial. Os “mineradores” de blockchain também utilizam as GPUs da Nvidia. As placas gráficas da série GeForce GTX 10, usando a arquitetura Pascal (os nomes de seus projetos levam o nome de cientistas famosos) têm desempenho de até 3 vezes as placas da geração anterior. A valorização de suas ações experimenta forte crescimento a partir de 2016 e altas consideráveis em 2017. A grande expectativa no mercado é pelo lançamento da nova geração de GPUs, a GPU Volta. Uma leve queda nas ações e a venda de grandes lotes por investidores movimentou o mercado em agosto de 2017, questionando a capacidade da Nvidia de manter o crescimento dos últimos meses.

Nvidia Volta

A Nvidia possui um limite de mercado de US$92,80 bilhões, opera através de duas divisões: GPU e do processador Tegra. As marcas dos produtos de GPU destinam-se a mercados especializados: placas GeForce para games; Tesla e DGX para cientistas de dados que usam inteligência artificial e grandes volumes de dados; e, GRID para usuários de computação visual na nuvem.

As GPUs da Nvidia são acessíveis para a maioria das organizações que usam e pretendem desenvolver projetos de inteligência artificial. Espero que a nova geração de GPUs, Volta (nome do cientista que inventou a bateria) tenha melhor eficiência energética e maior desempenho. Isto acelerará os projetos de Machine Learinig e Deep Learning.

Obviamente, cada lançamento é cercado de expectativas. A GPU Volta se tiver o desempenho esperado deverá manter o crescimento da Nvidia nos próximos anos. Mas como o mercado está sempre nos surpreendendo vamos acompanhar para garantir a melhor relação custo/benefício dos servidores e suas placas para aplicações de inteligência artificial.

Deixe uma resposta