Gestão do Conhecimento vem antes da Computação Cognitiva

As apresentações sobre Big Data, Analytics e Computação Cognitiva que assisto, normalmente, estão centradas na tecnologia, comentando de forma genérica os resultados e pouco sobre os modelos computacionais e, principalmente, o pré-requisito fundamental para uma implementação com sucesso: a gestão do conhecimento.

Se analisarmos as definições de inteligência artificial em diferentes perspectivas, vemos que o princípio é fazer os computadores pensarem e executarem tarefas como humanos. Para isso, temos que ensinar os computadores (digo, software). Continue lendo “Gestão do Conhecimento vem antes da Computação Cognitiva”

Facebooktwittergoogle_pluslinkedin

Alemanha proibirá fabricação de carros com motor a combustão em 2030

Mais uma vez a Alemanha surpreende com uma decisão para reduzir a emissão de gases do efeito estufa. Proibirá a fabricação de carros com motores a combustão em 2030 e a circulação de carros a gasolina e diesel em 2050. O governo investirá US$1,3 bilhão para subsidiar a compra de carros elétricos até 2019, com US$4,4 mil por carro. Para carros híbridos o subsidio será de US$3,3 mil. A mesma estratégia foi utilizada para promover a expansão da geração de energia fotovoltaica.

A nova regulamentação reduzirá entre 80% e 95% a emissão de gases do efeito estufa, o dióxido de carbono (CO2) entre eles, até 2050, como parte do compromisso assumido no Pacto Mundial sobre o Clima da Conferência de Paris, em dezembro de 2015. Continue lendo “Alemanha proibirá fabricação de carros com motor a combustão em 2030”

Facebooktwittergoogle_pluslinkedin

O avanço das empresas chinesas de energia no Brasil

A empresa chinesa de energia Three Gorges irá comprar os ativos da Duke Energy no Brasil por US$1,2 bilhões. A sua compatriota State Grid comprou 23% de participação da CPFL Energia por US$1,8 bilhões em setembro de 2016. Em paralelo, o BNDES divulgou novas condições de financiamento para o setor de energia, onde participará com 50% a 80% dos itens financiáveis, elevou o crédito para energia fotovoltaica e reduziu o apoio as hidrelétricas. Isso cria mais oportunidades para investimentos chineses no Brasil para hidrelétricas.

A aquisição dos ativos da Duke Energy ainda está sujeita à aprovação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica e da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Continue lendo “O avanço das empresas chinesas de energia no Brasil”

Facebooktwittergoogle_pluslinkedin

A era dos grandes bancos globais está chegando ao fim

A venda das operações de varejo do HSBC para o Bradesco e do Citibank para Itaú-Unibanco é apenas um movimento no jogo dos grandes bancos globais para reduzir o tamanho e concentrar suas operações em contas empresariais e grandes fortunas.

O Citibank já se desfez de 69 milhões de clientes de varejo em todo o mundo. Nos Estados Unidos reduziu em mais de dois terços seus escritórios. De 2007 até o segundo trimestre de 2016, reduziu o número de empregados de 374.000 para 220.00, em todo o mundo. Fechou mais de 1.300 agências nos Estados Unidos nos últimos 10 anos. Aumentou a participação do lucro das operações de investimento corporativo e grandes fortunas de 33% em 2006 para 56% de 2015. Reduziu a participação do varejo de 55% em 2006 para 38% em 2015, segundo dados da Bloomberg. Continue lendo “A era dos grandes bancos globais está chegando ao fim”

Facebooktwittergoogle_pluslinkedin

Acordo do clima de Paris promoverá a inovação global

O Parlamento Europeu ratificou o acordo sobre o clima para reduzir em 55% as emissões de gases do efeito estufa. O objetivo é freiar o aquecimento global. Até então 62 países tinham ratificado o acordo que representava 52% da emissões. Com a adesão da União Europeia o patamar foi superado. O Brasil ratificou o acordo em setembro de 2016.

O resultado prático dos acordos é a aprovação de leis que obrigam empresas e cidadãos a adorem novas práticas de conduta e novos processos industriais para reduzir as emissões de gases do efeito estufa. Isso obrigará a busca de inovação pelas empresas. Continue lendo “Acordo do clima de Paris promoverá a inovação global”

Facebooktwittergoogle_pluslinkedin