Congestionamento

O congestionamento ocorre em uma sub-rede quando existem pacotes demais trafegando, ocasionando uma redução do desempenho da rede. Quando o número de pacotes depositados na sub-rede pelos hosts está dentro de sua capacidade de transporte, eles são todos entregues. Entretanto, quando o tráfego aumenta muito, os roteadores já não são capazes de suportá-lo e começam a perder pacotes. Isso tende a piorar a situação. No caso de tráfego muito intenso, o desempenho entra em colapso total, e quase nenhum pacote é entregue. A figura acima ilustra o sintoma de congestionamento.

O congestionamento pode ser causado por diversos fatores. Se os fluxos de pacotes começarem repentinamente em três ou quatro linhas de entrada e todos precisarem da mesma linha de saída, haverá uma fila. Se a memória for insuficiente para conter todos eles, os pacotes se perderão. A inclusão de mais memória ajudará até certo ponto, porém o pesquisador Nagle (1987) descobriu que, se os roteadores tiverem um volume infinito de memória, o congestionamento piorará, e não melhorará, pois, no momento em que os pacotes chegarem ao início da fila, eles já terão sido temporizados e as duplicatas já terão sido enviadas.

Processadores lentos também podem causar congestionamento. Se as CPUs dos roteadores forem lentas na execução de tarefas administrativas (enfileiramento de buffers, atualização de tabelas, etc.), poderão surgir filas, mesmo que haja capacidade de linha suficiente. Da mesma forma, linhas de baixa largura de banda também podem causar congestionamento.

 

Deixe uma resposta