Roteamento com vetor distância

Os algoritmos de roteamento com vetor de distância operam fazendo cada roteador manter uma tabela (isto é,  um vetor) que fornece a melhor distância conhecida até cada destino e determina qual linha deve ser utilizada para se chegar lá. Essas tabelas são atualizadas através da troca de informações com os vizinhos.

Às vezes, o algoritmo de roteamento com vetor de distância recebe outros nomes, sendo mais comuns o algoritmo de roteamento distribuído de Bellman-Ford e o algoritmo de Ford-Fulkerson. O algoritmo de roteamento com vetor de distância era o algoritmo de roteamento original da ARPANET, e também foi utilizado na Internet, com o nome de RIP.

No roteamento com vetor de distância, cada roteador mantém uma tabela de roteamento indexada por cada roteador da sub-rede e que contém uma entrada para cada um desses roteadores. Essa entrada contém duas partes: a linha de saída preferencial a ser utilizada para esse destino e uma estimativa do tempo ou da distância até o destino. A unidade métrica utilizada pode ser o número de hops, o retardo de tempo em milissegundos, o número total de pacotes enfileirados no caminho ou algo semelhante.

A figura (a) mostra o processo de atualização de uma sub-rede. As quatro primeiras colunas da parte (b) mostram os vetores de retardo recebidos dos vizinhos do roteador J. O roteador A alega ter um retardo de 12 ms até B, um retardo de 25 ms até C, um retardo de 40 ms até D etc. Suponha que J tenha medido ou estimado seu retardo até seus vizinhos A, I, H e K como 8, 10, 12, 6 ms, respectivamente.

Considerando a forma como J calcula sua nova rota até o roteador G. Ele sabe que pode chegar até A em 8 ms e A alega ser capaz de chegar a G em 18 ms; portanto, J sabe que pode contar com um retardo de 26 ms até G, se encaminhar pacotes destinados a G para A. Da mesma forma, ele calcula o retardo para G via, I, H e K como 41 (31 + 10), 18 (6 + 12) e 37(31 + 6) ms, respectivamente. O melhor desses valores é 18; portanto, J cria uma entrada em sua tabela de roteamento indicando que o retardo até G é 18 ms e que a rota a ser utilizada passa por H. O mesmo cálculo é feito para todos os outros destinos, sendo a nova tabela de roteamento mostra na última coluna da figura.

 

Deixe uma resposta