Técnicas para se alcançar boa qualidade de serviço: algoritmo do balde furado

Outra técnica para alcançar boa qualidade de serviço é o algoritmo do balde furado. Imagine um balde com um pequeno furo no fundo, como ilustra a figura (a) acima. Independente da velocidade com que a água entra no balde, o fluxo de saída ocorrerá em uma taxa constante, ρ, quando houver qualquer quantidade de água no balde e zero quando o balde estiver vazio. Além disso, quando o balde estiver cheio, a água que entrar escorrerá pelas bordas e se perderá (ou seja, não aparecerá no fluxo de saída sob o furo).

A mesma idéia pode ser aplicada a pacotes, como mostra a figura (b). Conceitualmente, cada host está conectado à rede por uma interface que contém um balde furado, ou seja, uma fila interna finita. Se um pacote chegar à fila quando ela estiver cheia, o pacote será descartado.

 

Deixe uma resposta