Fibras ópticas (III)

 

Slide24As fibras ópticas são classificadas a partir de suas características de transmissão que dependem do índice de refração. Essas características definem a capacidade de transmissão (largura de banda) e as facilidades operacionais de conexão e acoplamento com fontes e detectores de luz.]

  1. Fibra multímodo índice degrau (ID) – Simplicidade de fabricação; simplicidade operacional; dimensões relativamente grandes; transmissão de vários feixes de luz e baixa capacidade de transmissão.
  2. Fibra multímodo índice gradual (IG) – Média complexidade de fabricação; simplicidade operacional; dimensões médias; transmissão de vários feixes de luz e média capacidade de transmissão.
  3. Fibra Monomodo – Fabricação complexa; complexidade operacional devido a precisão dos acopladores e detectores; alta capacidade de transmissão.

 

1 comentário em “Fibras ópticas (III)”

  1. A explosão da demanda de largura de banda em redes de negócios está elevando a necessidade de maior velocidade de redes Ethernet. Vários fatores estão contribuindo para isto, incluindo a penetração da banda larga alimentada pelo conteúdo de vídeo, acesso a Internet, demandas de Centro de Dados, a instalação da fibra óptica em cabeamento horizontal nos prédios comerciais e o crescimento exponencial de supercomputadores e atividades de P & D de computação.

    A fibra multimodo otimizada a laser é reconhecida como o meio para o suporte de dados nessas redes de alta velocidade. Com a próxima geração de velocidades de Ethernet a 40 e 100 Gigabit , já está disponível no mercado um novo tipo de Fibra multimodo, chamada OM4, que vai oferecer uma largura de banda mínima eficaz modal de 4700 MHz-km em 850 nm, em comparação com 2000 MHz km para OM3.

    A fibra OM4 é uma fibra de 50 Mm otimizada para laser com largura de banda estendida. Ela será utilizada para reforçar os benefícios do sistema de custos ativados por 850 VCSELs nm para as atuais aplicações de 1 e 10 Gb/s, bem como os futuros sistemas de 40 e 100 Gb/s.

    A fibra OM4 apóia aplicações Ethernet, Fibre Channel e OIF, permitindo que alcance estendido para cima de 550 metros a 10 Gb/s para backbones ultra longos e backbones de campus de comprimento médio. Com uma largura de banda modal efetiva (EMB, também conhecida como largura de banda de laser) de 4700 MHz-km (mais do dobro do requisito do IEEE para 10 Gb/s 300 metros de suporte), a fibra OM4 também é especialmente adequada para o menor alcance de centro de dados e aplicações de computação de alta performance.

    A instalação de soluções ópticas com taxas de transmissão de 40/100 Gbps é possível através da utilização de conectores multi-fibra de 12 e 24 fibras. O dimensional reduzido destes conectores permite a montagem em ambientes de alta densidade com cabos ópticos pré-conectorizados. O sistema plug and play dos acessórios ópticos garante a rápida instalação e a capacidade de expansão.

    Acesso http://www.furukawa.com.br/news/2011/jun/materias_completas.html

Deixe uma resposta