Roteador dedicado

 

Slide13Em redes geograficamente distribuídas é importante o conceito de roteamento. Entende-se por roteamento é a escolha do módulo do nó de origem ao nó de destino por onde as mensagens devem transitar. Na comutação de circuito, nas mensagens ou de pacote. Primeiramente estabelece uma conexão entre nós de origem e destino, neste estabelecimento é definida a rota onde deverão transitar enquanto perdurar a conexão. Em segundo caso pode haver ou não o estabelecimento de conexão, mas independentemente disso cada nó intermediário do caminho é responsável pela escolha do próximo nó do caminho no instante em que recebe a mensagem.

O roteador é o equipamento que implementa os algoritmos de roteamento. Existem basicamente dois tipos de roteadores: os estáticos e os dinâmicos.

Os roteadores estáticos exigem a configuração das rotas. Esses  roteadores não levam em consideração o congestionamento da rede, onde o menor caminho, medido em número de hops, pode estar congestionado enquanto há caminhos alternativos que podem estar com um fluxo de dados menor. Portanto, o menor caminho não necessariamente é o melhor caminho.

No caso dos roteadores dinâmicos, eles escolhem o melhor caminho para os dados, já que levam em conta o congestionamento da rede. Talvez o pacote de dados siga por um caminho até mais longo, porém menos congestionado que, no final das contas, acaba sendo mais rápido.

Alguns roteadores possuem compressão de dados, que fazem aumentar a taxa de transferência.

 

Deixe uma resposta