802.11: o protocolo da subcamada MAC (I)

 

Slide180O protocolo da subcamada MAC do 802.11 é bastante diferente do protocolo da Ethernet, devido à complexidade inerente do ambiente sem fio, em comparação com o de um sistema fisicamente conectado.

O protocolo começa quando A decide transmitir dados para B. O emissor pode emitir um RTS (request to send – pedido para enviar), que não possui nenhuma prioridade em relação às outras mensagens. O pacote RTS inclui o destinatário e o tempo previsto para transmissão dos dados. Esse tempo previsto especifica o intervalo de tempo necessário para transmitir o quadro de dados integralmente mais o sinal ACK que será enviado pelo receptor. Toda a estação que receber o sinal RTS tem que fixar o seu NAV (Net Allocation Vector) de acordo com a duração do tempo previsto especificado no RTS. O NAV especifica o primeiro ponto no tempo onde a estação pode tentar acessar o meio novamente.  Se o receptor (da mensagem que o emissor quer enviar) recebe o RTS, ele responde com um CTS (clear to send – “pode enviar”), depois de esperar por um SIFS (Short Inter Frame Space) . Esse sinal CTS contém novamente o tempo previsto para transmissão da mensagem propriamente dita. E todas as estações que receberem o CTS do receptor têm que ajustar seus NAV. O conjunto de estações que receberam o CTS não é, necessariamente, o mesmo conjunto de estações que receberam o RTS. Agora todas as estações dentro do raio de ação do emissor e do receptor foram informadas que vão ter que aguardar mais tempo para tentar acessar o meio. Isso contorna o problema do terminal escondido. Basicamente, o mecanismo reserva o meio para um único emissor.

Finalmente, o emissor pode enviar a mensagem propriamente dita depois de SIFS. O receptor recebe a mensagem, espera por SIFS, e envia o sinal ACK se a transmissão estiver correta. Agora a transmissão está completa a o NAV em cada estação indica que o meio está inativo e o ciclo padrão pode recomeçar.

Com esse mecanismo (uso do RTS e CTS), colisões só podem acontecer no início (quando o RTS está sendo enviado). Duas ou mais estações podem começar a transmissão ao mesmo tempo (RTS ou dados). A utilização de RTS/CTS pode resultar num overhead significativo, ou seja, a eficiência da transmissão pode diminuir; causando perda de banda passante e um delay elevado. Por isso esse mecanismo, normalmente, só é utilizado para se enviar quadros grandes.

(http://www.gta.ufrj.br/grad/00_2/ieee/CSMARTS.htm)

 

Deixe uma resposta