A arquitetura filósofo-tradutor-secretária

Slide26

Para tornar mais claro o conceito de independência entre níveis, pode-se imaginar a seguinte situação hipotética: um filósofo no Brasil querendo se comunicar com outro filósofo na França. Para tradução das mensagens, cada um deles contrata um tradutor, que tem a função de converter as mensagens para uma linguagem padrão (holandês, por exemplo). Por sua vez, para enviar as palavras entre os dois países, cada tradutor contrata um mensageiro, que tem a função de entregar cada palavra da mensagem ao outro lado. Os mensageiros devem estabelecer um padrão para a comunicação, que pode ser telefone, carta, e-mail ou qualquer outro existente. A comunicação descrita acima pode ser dividida em três níveis distintos:

  • Nível 3: criação das mensagens (assunto a filosofar).
  • Nível 2: tradução das mensagens (inglês);
  • Nível 1: comunicação entre mensageiros (e-mail);

Esse exemplo tem a finalidade de esclarecer alguns pontos importantes da utilização de pilhas de protocolos. Cada nível é independente entre si, e não deve se preocupar com a função dos outros níveis, mas sim utilizar os serviços oferecidos pelo nível inferior e oferecer seus serviços ao nível superior. Assim, ao filósofo não interessa o padrão de linguagem utilizado pelo nível 2 (que poderia ser inglês ou japonês sem prejuízo para a comunicação correta), e aos tradutores não interessa a forma pela qual os mensageiros vão fazer a comunicação (que poderia ser qualquer outra forma, como telegrama ou rádio).

 

Deixe uma resposta