O IoT transformando o negócio de seguros

Imagine sua casa ser monitorada 24 horas por dia pela sua empresa de seguro e voce ser avisado se um eletrodoméstico começar a apresentar defeito e com potencial de colocar sua casa em risco. Ainda, se a empresa de seguro monitorar como você está dirigindo e avisa-lo se continuar a dirigir fora do padrão do contrato você poderá perder pontos e tornar o seguro mais caro. Pois é, 78% dos entrevistados em uma pesquisa divulgada pela Accenture aceitariam ser monitorados para reduzir o preço do seguro.

A previsão é que em 2018 existam cerca de 9 bilhões de dispositivos IoT conectados no mundo fazendo os mais variados controles. Um mercado de trilhões de dólares nos próximos anos.

Na área médica, os planos de saúde poderão monitorar os segurados para avaliar constantemente seu estado de saúde e avaliar sua atividade física e alimentação. Se os seus hábitos forem prejudiciais a saúde você recebe alertas para corrigi-los e recomendar outros comportamentos. Essa opção é muito interessante para pessoas com doenças crônicas que devem ser monitoradas para prevenir e emitir alertas em casos de emergência.

Voltando a pesquisa, o elevado percentual de aceitação pela monitoração de seus ativos e comportamento pessoal mostra que as pessoas estão cada vez mais dispostas a compartilhar sua vida com outras pessoas e empresas quando existem benefícios, ficando a privacidade em segundo plano.

Essa tendência mostra que podemos desenvolver outros negócios com IoT, transformando o comportamento das pessoas.

Vamos dar asas a imaginação.

Marcações:

1 comentário em “O IoT transformando o negócio de seguros”

  1. tem o lado bom, e o lado ruim, pois será q essas informações ficaram seguras?
    cada dia vemos mais o Google e o Facebook, dentre outros estudando nossas vidas, como se fosse matéria prima para seus produtos.
    Ex…
    Com uma geladeira inteligente, poderiam saber o que comemos.

Deixe uma resposta