Data Centers Modulares

Um dos desafios dos CIOs é alinhar a capacidade de processamento com as necessidades de negócios. No passado, o planejamento de capacidade dos data centers era definido pelo histórico de crescimento e pelos novos sistemas planejados. Atualmente, a dinâmica dos negócios exige novas estratégias para assegurar os recursos e disponibilidade dos data centers para apoiar o negócio. Uma solução é desenhar data centers modulares.

Para apoiar os negócios da empresa não basta atender os requisitos de alta disponibilidade, capacidade e baixos custos de investimento e operação. É necessário somar-se a esses requisitos a estratégia de escalabilidade do data center.

Essa estratégia não é simplesmente comprar mais servidores e expandir a área do data center, incluindo aqui a instalação de um container data center. A estratégia deve garantir o menor tempo de expansão da infraestrutura e sua atualização tecnológica.

Instalar sistemas de energia e refrigeração superdimensionados prevendo o crescimento não atende ao requisito de atualização tecnológica ao longo do tempo, além de desperdiçar investimentos da empresa.

A estratégia deve contemplar a expansão de toda a infraestrutura do data center de forma modular. Aqui se inclui a instalação de novos servidores, sistemas de armazenamento de dados e módulos de energia e refrigeração. Uma alternativa é o container data center, outra opção são racks com sistemas de refrigeração dedicados e UPS modulares.

Aumentar a disponibilidade do data center é outro ponto sensível em relação a custos. Estudos mostram que aumentar a disponibilidade de um data center de 99,982% para 99,995% exige investimentos 39% maiores. Aqui incluem custos de manutenção, redundância da rede de comunicação, geradores de energia adicionais, acumuladores de água para refrigeração e suporte operacional 24×7. Esses custos podem ser reduzidos com o conceito modular, utilização de softwares de configuração de data centers virtuais e softwares de gestão integrada da infraestrutura predial e tecnológica (DCIM – Data Center Infraestructure Management).

Usar sistemas modulares pode significar um investimento maior no primeiro momento, porém muito menor quando houver a necessidade de um upgrade tecnológico no futuro. A relação pode chegar de 5% para 60%.

Outra questão é a escolha das tecnologias para o data center. Temos que considerar que o ciclo de vida de um data center é em torno de 20 anos e as despesas, nesse período, ficam entre três e cinco vezes maiores que o investimento inicial. Desta forma, a escolha de uma tecnologia deve considerar os custos de manutenção, incluindo operação, e não apenas o custo inicial do investimento.

O tempo e as tecnologias quebram muitos paradigmas. A estratégia do novo data center do Facebook foi utilizar equipamentos baratos de fornecedores asiáticos, praticamente, desconhecidos. A evolução e confiabilidade dos componentes eletrônicos tem aumentado consideravelmente, resultando na manufatura de placas eletrônicas mais confiáveis. Associado com as novas possibilidades de gerenciamento de máquinas virtuais, uma falha em um equipamento torna-se quase imperceptível para o negócio.  O uso de softwares open source já se mostrou extremamente eficiente para servidores, agora esse mesmo conceito está sendo implementado em roteadores e switches, quebrando a hegemonia de grandes players do mercado.

A adoção de uma estratégia modular para data center pode reduzir o TCO – Total Cost Ownership – entre 15 e 25%, comparado com a estratégia tradicional de crescimento dos data centers, segundo alguns estudos. Para atender as necessidades de expansão de curto prazo da capacidade dos data centers, uma opção é o uso de containers data centers e para antigos data centers uma alternativa é o uso de zonas de alta densidade de processamento.

Deixe uma resposta