Sigfox uma plataforma para IoT

A Sigfox é uma empresa francesa fundada em 2009 com foco na construção de redes sem fio para conectar objetos de baixo consumo de energia, como dispositivos de IoT, que necessitam estar continuamente conectados e transmitindo pequenos pacotes de dados. A tecnologia de transmissão usa a banda de rádio ISM (industrial, cientifica e médica) de 868MHz na Europa e 902MHz nos Estados Unidos e América do Latina, denominada “rede de área ampla de baixa potência (LPWAN – Low Power Wide Area). Os sinais de rádio ultrapassam objetos sólidos, conhecida como “banda ultra estreita” e requer pouca energia. Usando topologia em estrela, transmite os pacotes para mais de um ponto. Uma característica importante é sua facilidade de cobrir grandes áreas e alcançar objetos subterrâneos. A rede Sigfox foi lançada, oficialmente, no Brasil em setembro de 2017 através da empresa WND Brasil. Continue lendo “Sigfox uma plataforma para IoT”

Google Cloud Platform São Paulo, menor tempo de resposta e pagamentos em reais

A Google inaugurou em São Paulo, no dia 19 de setembro de 2017, a 13ª região da sua plataforma de Cloud Computing e a primeiro na América do Sul. A nova região traz, pelo menos duas vantagens: a primeira é o pagamento em reais; e, a segunda a redução do tempo de resposta em até 95%, segundo a Google. Para as empresas no Brasil, abre-se novas oportunidades de serviços e novas configurações de infraestrutura para suas operações de TI, como a construção de multicloud, ou Cloud Múltipla, usando diferentes provedores. Cada vez mais fica claro que manter data centers próprios não é uma boa solução para as empresas. Com a nova região da Google, aumentam as possibilidades técnicas, melhora o ambiente de competitividade e, espero, que reduzam os preços dos serviços. Continue lendo “Google Cloud Platform São Paulo, menor tempo de resposta e pagamentos em reais”

A renúncia do CEO da Infosys mostra a força da cultura dos fundadores

A saída de Vishal Sikka da Infosys, uma das principais empresas de tecnologia da Índia com atuação global, mostra o poder dos membros dos conselhos de administração das empresas, principalmente, de seus fundadores. Sikka tentou alavancar os negócios da Infosys para US$20 bilhões até 2020, introduzindo um estilo de gestão americano. Este estilo mostrou-se incompatível com a cultura dos fundadores da empresa, o que acabou forçando a renúncia de Sikka. Este caso mostra a importância do alinhamento das ações dos CEOs com os membros dos conselhos de administração e a compreensão da cultura da empresa. Muitos CEOs são contratados com a missão de transformar a organização para se adaptar e superar desafios do mercado, para garantir a continuidade e crescimento dos negócios. Entretanto, em alguns casos, os fundadores e membros do conselho de administração acabam sendo o principal obstáculo das mudanças. Como superar este desafio? Continue lendo “A renúncia do CEO da Infosys mostra a força da cultura dos fundadores”

Hey Google, call… Ligações gratuitas usando o Google Home

A Google começou a oferecer ligações telefônicas gratuitas para usuários do seu assistente pessoal Google Home. Isto deve acirrar a competição com o Amazon Echo. Existem algumas limitações para as chamadas telefônicas do serviço, por exemplo, estão limitadas apenas nos Estados Unidos e Canadá apenas para números regulares e não aplicável para chamadas internacionais. A Google usa as conexões de Internet e o usuário não é identificado para a pessoa que você está chamando, por enquanto. Isto me fez lembrar dos serviços de Internet gratuita, via ligação telefônica, que tínhamos no Brasil anos atrás. Será que poderíamos criar um modelo de negócio para ligações telefônicas gratuitas no Brasil? Continue lendo “Hey Google, call… Ligações gratuitas usando o Google Home”