Métodos tradicionais de pesquisa de mercado estão com os dias contados

Lembra quando você era abordado na rua ou recebia uma chamada telefônica de uma pesquisadora para um entrevista de opinião? Esse tipo de método está com seus dias contados. A questão é que as pessoas não tem mais tempo ou paciência para responder pesquisas. As que aceitam, provavelmente, respondem sem pensar muito para terminar logo. Essa mudança de comportamento pode alter, significativamente, o resultado de uma pesquisa e, consequentemente, reduzir sua efetividade. Entretanto, os métodos tradicionais estão sendo substituídos pelas análises avançadas de dados das redes sociais através de tecnologias de Big Data, com muito mais efetividade devido ao grande volume de dados analisados e com uma excelente relação custo benefício.As pesquisas de mercado são fundamentais para definir investimentos e criação de novos produtos. Em muitos casos, as pesquisas definem o perfil de vários consumidores e a partir desses perfis são projetados produtos e serviços.

Estatisticamente, para reduzir a margem de erro em pesquisas deve-se definir uma amostra ideal para a pesquisa usando critérios aleatórios. Obviamente, quanto menor a margem de erro, melhor a confiabilidade da pesquisa e menor risco de investimento.

Uma pesquisa de mercado tradicional com entrevistas diretas exige planejamento, recrutamento e treinamento de pesquisadores, trabalho em campo para coleta de dados, supervisão para confirmação das pesquisas, análises, correção de desvios e elaboração dos resultados finais. Esse processo leva tempo e pode ter resultados abaixo das expectativas. Pior ainda, se o resultado sair depois que um concorrente lançou um novo produto.

Felizmente, para a área de pesquisa de mercado, aconteceram dois grandes movimentos: as redes sociais e as tecnologias de Big Data e Analytics. As redes sociais é um fenômeno global com algumas redes com mais de 1 bilhão de participantes, como o caso do Facebook. A partir do momento que uma empresa recebe um “Like” de um participante de um grupo de amigos e autoriza a empresa a conhecer seus amigos, abre-se uma gigantesca oportunidade para pesquisas rápidas e baratas, que podem ser realizadas pelos próprios profissionais de marketing da empresa, pois não precisam montar uma grande estrutura para coletar dados.

O Big Data e Analytics tem a vantagem de analisar dados não estruturados, como mensagens de texto, e não apenas dados tabulados ou numéricos, com grande velocidade e de forma automática.

Análises em redes sociais ampliam as estratégias de marketing, como por exemplo, identificar os formadores de opinião nas redes sociais e focar campanhas especificas para eles. Não é a toa que blogueiras são contratadas por grandes marcas de cosméticos e roupas para apresentar e fazer bons comentários de seus produtos. Muitas dessas campanhas tornam-se virais e atingem milhões de pessoas.

Apenas para exemplificar, veja um modelo simples de formação de uma rede social e seu potencial de análise.

Nesse exemplo, a Juliana, mãe de Alex, pede para o filho convidar a família de seu colega André para um jantar em sua casa. O Alex, que tem relacionamento com o André e a mãe de André, trocam mensagens, provocando uma mensagem de cortesia da mãe do André para a mãe de Alex, que não se relacionavam, estabelecendo uma nova relação. O ponto importante, é que essa nova relação abre a rede da Marta para a Juliana. Nesse exemplo, os meninos Alex e André são importantes, pois são eles que ajudaram a estabelecer o novo relacionamento.

Agora imagine esse exemplo multiplicado por milhões e sua empresa ter acesso a essas redes. As possibilidades de conhecer os perfis de centenas de milhares de pessoas, seus relacionamentos, analisar suas mensagens, conhecer suas data de nascimento, seus parentescos, os lugares onde moram e frequentam, suas viagens, suas preferências e hábitos, não tem preço.

Os menos avisados acham que o objetivo das campanhas de marketing digital se resume na conversão em vendas dos anúncios publicados no Google ou Facebook. O retorno das campanhas de marketing está na análise dos dados das redes sociais e do melhor alinhamento dos produtos e serviços as preferências dos consumidores.

Marcações:

Deixe uma resposta