Por favor, me arrume um problema

As inovações acontecem a partir da necessidade de solução de problemas ou de desafios impostos por alguém. O empreendedor estabelece seus próprios desafios e busca, incansavelmente, problemas para resolvê-los.

A diferença entre um solucionador de problemas e um agente de inovação é a criatividade na a solução do problema. Infelizmente, na maioria dos casos, usam-se soluções conhecidas para problemas recorrentes.

Perde-se com isso a oportunidade da melhoria contínua, redução de custos e aumento de produtividade. Deixamos de encantar os clientes com novas propostas para melhorar o seu dia a dia.

As pessoas se justificam dizendo que não tem tempo para buscar novas soluções pelo excesso de trabalho ou pelo medo de errar.

Para sair desse paradigma é necessário mudar a cultura organizacional. Empresas inovadoras estimulam seus funcionários a buscar novas soluções para problemas conhecidos e entendem que os erros fazem parte do processo de inovação.

Essa transformação cultural deve começar pela alta direção da empresa adotando novos critérios de gestão e estabelecendo metas de produtividade, de satisfação dos clientes e retornos financeiros muito acima da média do setor. Em empresas inovadoras, estar um pouco acima da média deve gerar desconforto nas pessoas.

Um ponto fundamental nesse processo de transformação é treinar os funcionários com ferramentas de melhoria contínua e inovação.

O processo de melhoria contínua têm, basicamente, quatro etapas: planejar, executar, verificar e ajustar. O processo conhecido como PDCA (Plan-Do-Check-Act).

Para buscar a inovação é necessário na fase de planejamento estimular a criatividade. A intuição, apesar de ser um forte atributo da inovação, pode atrapalhar na identificação da causa raiz do problema. O uso da estatística ajuda muito no processo de análise. Nessa fase, force a inovação.

Comece a resolver pequenos problemas para aprender o processo e motivar as pessoas com os resultados positivos. Depois parta para os problemas maiores.

Faça as pessoas entenderem que a inovação é parte do trabalho de cada um.

Deixe um comentário