A guerra das tecnologias: LTE e WiMAX

A Intel afirma que a tecnologia WiMAX é mais eficiente espectralmente do que HSPA ou LTE. O relatório compara o WiMAX móvel com tecnologia HSPA HSPA e LTE. A Intel diz que WiMAX pode lidar com mais assinantes por célula site com QOS superior. Afirma que o WiMAX é capaz de suportar 20 usuários de streaming de vídeo por setor de 256 kbps, usando um canal de 10MHz, contra 12 utilizadores em 128 kbps em uma rede HSPA. Além disso, redes WiMAX são capazes de suportar um grande número de usuários, mesmo com alto uso de dados de 12GB mensal por assinante.

Enquanto isso, um relatório da  Rysavy Research mostra uma outra visão sobre o espectro, comparando a frequência 5+5 MHz para UMTS-HSPA/LTE e CDMA2000, com 10 MHz DL/UL=29:18 TDD para WiMAX.

Quem está certo? Ambas. A questão não é a tecnologia e sim a compatibilidade e facilidade de migração das tecnologias atuais para as novas. Outro fator que pode mudar o cenário é quando uma grande operadora de telecomunicações adota uma ou outra tecnologia. Por exemplo, a China Mobile adotou o LTE, isso pode significar um duro golpe para o WiMAX.

O sucesso de uma tecnologia não depende de sua eficiência apenas, depende de quem suporta e implanta.

Deixe uma resposta