Acordo do clima de Paris promoverá a inovação global

O Parlamento Europeu ratificou o acordo sobre o clima para reduzir em 55% as emissões de gases do efeito estufa. O objetivo é freiar o aquecimento global. Até então 62 países tinham ratificado o acordo que representava 52% da emissões. Com a adesão da União Europeia o patamar foi superado. O Brasil ratificou o acordo em setembro de 2016.

O resultado prático dos acordos é a aprovação de leis que obrigam empresas e cidadãos a adorem novas práticas de conduta e novos processos industriais para reduzir as emissões de gases do efeito estufa. Isso obrigará a busca de inovação pelas empresas.

A questão é quem sair na frente na transformação de seus processos industriais e modelos de negócios estará melhor preparado para as mudanças que, certamente, virão por força dos acordos.

O ambiente de negócios no Brasil não está favorável (alta taxa de desemprego, baixa produtividade da indústria, baixo crescimento econômico, problemas macroeconômicos, etc.), entretanto, esse é o momento para a transformação. Tudo conspira para a mudança. O desafio é entender o cenário futuro e planejar os novos produtos, reinventar processos industriais, colocar em pratica novos modelos de negócios e transformar a cultura organizacional.

ratificacao-do-acordo-de-paris-sobre-o-clima

Fonte: Folha de São Paulo

Deixe uma resposta