Framework de Sustentabilidade

Esse artigo comenta sobre a necessidade de utilização de um framework para a gestão estratégica de iniciativas de sustentabilidade nas empresas. O tema sustentabilidade está na agenda de todas as empresas que possuem visão estratégica e que tomam ações hoje para assegurar sua continuidade, competitividade, lucratividade e reputação junto a clientes e fornecedores. Empresas líderes no mercado já tomaram ações concretas de adoção de práticas sustentáveis para os seus negócios, de forma voluntária ou para atender a legislação de ambiental. Como parte dessas iniciativas, os fornecedores estão sendo convidados a participar desse movimento. Num primeiro momento de forma de cooperação, porém em um futuro muito próximo será critério mandatório para processos de seleção de fornecedores. Seguindo os mesmos critérios que serão adotados pelos consumidores. Em outras palavras, programas de sustentabilidade não são uma opção, mas um item crítico e fundamental para as empresas.

Para garantir que as estratégicas sejam executadas alinhadas com os objetivos empresariais é importante adotar um modelo de acompanhamento. Esse modelo (framework) deve simples, de fácil entendimento, que permita identificar pontos de melhoria e problemas para criar ações de contorno. Minha recomendação é a adoção de um framework de sustentabilidade que trate de três áreas estratégicas: Ambiental; Econômico e Governança; e, Social. Essas áreas estratégicas são avaliadas em três dimensões: Inventar; Gerenciar; e, Melhorar. (Veja a figura a seguir)

O objetivo é definir oportunidades e soluções de longo prazo para os negócios. É fundamental trabalhar com os clientes e fornecedores no desenvolvimento de produtos e serviços inovadores baseados em ecodesign.

As ações devem promover mudanças culturais e organizacionais para acompanhar as mudanças comportamentais da sociedade.

Com mercados cada vez mais regulados e dependentes de licenciamentos ambientais para operar é importante integrar as soluções de sustentabilidade em todas às áreas de negócios da empresa. A pesquisa e desenvolvimento devem estar orientadas para a inovação e em produtos sustentavelmente eficazes, dentro do conceito de “desmaterialização”, ou seja, produtos uteis do ponto de vista do serviço que eles produzem.

O trabalho com os fornecedores deve ser próximo para o desenvolvimento de materiais recicláveis e ecologicamente eficientes.

As equipes de vendas devem trabalhar com os clientes para identificar e materializar soluções dentro do conceito de eficácia ecológica, procurando reduzir a pegada ecológica e a neutralização de carbono dos clientes.

Os processos de gestão devem incluir diretrizes e normas, sistemas de gestão, objetivos de melhoria, treinamento e auditoria. Todos esses processos devem estar em linha com o modelo de governança ambiental adotado pela empresa, cobrindo as questões ambientais, sociais e econômicas.

Um aspecto crítico para a sustentabilidade de longo prazo é a integridade ética da gestão. O código de conduta da empresa deve definir as exigências sobre os colaboradores (empregados, representantes de vendas, terceiros e fornecedores) para trabalharem com integridade e dispor de mecanismos que permitam aos colaboradores relatar qualquer violação de conduta.

Os sistemas de gerenciamento de saúde, segurança e meio ambiente devem ser baseados em normas internas e internacionais. Aplicadas por técnicos treinados, os processos devem ser avaliados continuamente para identificar oportunidades de melhoria e serem robustos o suficiente para atender as questões de conformidade.

O sistema de gestão e os processos devem controlar a segurança e o impacto ambiental dos produtos em todo o seu ciclo de vida, desde o desenvolvimento até o processo de descarte.

Os sistemas de Recursos Humanos (RH) devem estar configurados para atender as necessidades da empresa e de seus funcionários nos locais onde operam, baseados em políticas e princípios de educação para o desenvolvimento e formação profissional, remuneração e benefícios.

Todas essas questões devem estar contempladas no framework de sustentabilidade distribuídas pelas áreas estratégicas com iniciativas específicas nas dimensões de Inventar, Gerenciar e Melhorar.

Deixe uma resposta